Madre Tereza

Postado por Fifa | Marcadores: | Posted On sábado, 16 de abril de 2011 at 14:12


























Talvez seja um bom momento

Ave Maria,
Cheia de graça,
O senhor é convosco,
Bendita sois vós,
Entre as mulheres,
E bendito é o fruto de vosso ventre,
JESUS!
Santa Maria,
Mãe de Deus!
Rogai por nós, pecadores,
Agora e na hora de nossa morte,
Amém.

Rezar só nos faz bem! Escolha as pessoas
Elas receberão Luz e Força divinas!
QUE DEUS LHE ABENÇOE!

Trabalho Espiritual

Postado por Fifa | Marcadores: | Posted On at 13:59




Muitos fogem do trabalho espiritual e esperam  encontrar a paz nos apelos do corpo. Esquecem de que o Espírito também precisa de exercícios, de vivências, de aprendizagem.  Presenteiam o corpo com alimento, vestimenta,  maquiagens, diversões, trabalho, massagens, caminhadas e outros mimos por dias seguidos. No final de semana estão cansados e querem  diversão; não são de ferro, dizem. Mas e o Espírito? Não é ele que preside o corpo? Não foi ele que durante toda a semana realmente  trabalhou e precisa de um tempo para ele? Não estará faminto, sedento, cansado das coisas materiais, a exigir um pouco de paz através da meditação, da oração, do conforto espiritual?    Por que somente o corpo necessita de atenção,  sendo ele o cavalo? Deve o cavaleiro ficar  à deriva? Ao final da viagem quem prestará contas  do desempenho de ambos? O cavalo ou o cavaleiro? Cuida do corpo, mas reverencia a alma, dando-lhe o alimento diário e o trabalho  que a exercita. Lembra-te da tua outra face que é imortal, e que após a morte é tudo quanto terás. Dedica, pois, algumas horas de tua semana ao trabalho espiritual, verdadeiro revigorante da   alma. Esse investimento é que garantirá a paz nas grandes tormentas que, às vezes, a  surpreede a meio do caminho. Recorda que tua exigência de lazer pode até  ser sincera, mas tua necessidade de trabalho é urgente. Tua alegria em estar com os amigos, ouvir suas histórias, certamente é um prazer, mas o trabalho espiritual é uma obrigação. Atender aos apelos do corpo te dará aparente vantagem, mas obedecer aos anseios da alma te trará lucros reais. Talvez até argumentes para ti mesmo: essas  necessidades um dia irão parar. Mas o  tempo não para. A decisão de caminhar com o corpo saciado  e a alma faminta será sempre tua. Se não tomares esta decisão por ti mesmo, o  tempo, mestre dos sábios, a imporá através  de decreto irrevogável.
Autor: Luiz Gonzaga Pinheiro.
Powered by beta.joggle.com