Reis 22

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On terça-feira, 6 de julho de 2010 at 09:52

Passaram-se três anos sem guerra entre Aram e Israel.
No terceiro ano, Josafá, rei de Judá, foi visitar o rei de Israel.
O rei de Israel disse a seus oficiais: “Ignorais que Ramot de Galaad é nossa e nós descuidamos de retomá-la das mãos do rei de Aram?”
E falou a Josafá: “Não queres vir comigo à guerra contra Ramot de Galaad?” Josafá disse ao rei de Israel: “Minha causa é tua; meu povo é teu povo, meus cavaleiros são teus cavaleiros”.
Josafá falou ao rei de Israel: “Peço-te que consultes a palavra do SENHOR”.
O rei de Israel reuniu os profetas, cerca de quatrocentos, e perguntou-lhes: “Devo ir à guerra contra Ramot de Galaad ou devo ficar quieto?” — “Podes ir”, responderam, “o SENHOR entregará a cidade nas tuas mãos”.
Disse então Josafá: “Não existe aqui um outro profeta do SENHOR, para que o consultemos?”
Disse o rei de Israel a Josafá: “Resta ainda um homem por meio do qual podemos consultar o SENHOR. Mas eu o odeio, porque não me profetiza coisas boas, só más: é Miquéias filho de Jemla”. Josafá retrucou: “Não fales assim, ó rei”.
O rei chamou um eunuco e lhe ordenou: “Rápido, traze-me Miquéias filho de Jemla”.
O rei de Israel e Josafá, rei de Judá, estavam sentados cada um no seu trono, vestidos com suas vestes reais, na área junto à porta de Samaria, e todos os profetas profetizavam diante deles.
Sedecias filho de Canaana fez para si uns chifres de ferro, e disse: “Assim fala o SENHOR: Com isto darás chifradas em Aram até exterminá-los”.
Todos os profetas profetizavam da mesma forma, dizendo: “Podes ir a Ramot de Galaad e serás bem sucedido. O SENHOR entregará a cidade em tuas mãos”.
O mensageiro que fora chamá-lo falou a Miquéias: “Os profetas predizem todos unanimemente coisas boas ao rei. Que tuas palavras sejam também como as deles, predizendo coisas boas!”
Disse-lhe Miquéias: “Pela vida do SENHOR, direi aquilo que o SENHOR me falar”.
Quando se apresentou ao rei, este lhe disse: “Miquéias, devemos ir a Ramot de Galaad para a guerra ou desistir?” Ele respondeu: “Podes ir, serás bem sucedido. O SENHOR entregará a cidade em tuas mãos”.
Mas o rei retrucou: “Quantas vezes devo te conjurar, em nome do SENHOR, que não me fales nada a não ser a verdade!”
Então ele lhe disse: “Vi todo o Israel disperso pelos montes, como ovelhas que não têm pastor. E o SENHOR disse: ‘Eles não têm dono. Que cada um volte em paz para casa’”.
O rei de Israel disse então a Josafá: “Não te havia dito que ele não me profetiza o bem, mas sempre o mal?”
Entretanto, Miquéias acrescentou: “Por isso, ouve a palavra do SENHOR: Vi o SENHOR sentado sobre seu trono e todo o exército do céu a seu redor, à direita e à esquerda.
E o SENHOR dizia: ‘Quem enganará Acab, para eu ele vá à guerra e caia em Ramot de Galaad? ’. E um dizia uma coisa, e outro, outra.
Veio então um espírito e apresentou-se diante do SENHOR, dizendo: ‘Eu o enganarei’. — ‘De que maneira? ’, perguntou-lhe o SENHOR.
Ele respondeu: “Ao ir até ele, serei um espírito de mentira na boca de todos os seus profetas’. E o SENHOR disse: ‘Engana-o e terás sucesso. Vai e faz assim’.
Assim o SENHOR pôs um espírito de mentira na boca de todos os teus profetas aqui, e o SENHOR decretou a tua ruína”.
Então Sedecias filho de Canaana aproximou-se e bateu Miquéias no rosto, dizendo: “Como o espírito do SENHOR saiu de mim para falar a ti?”
Miquéias respondeu: “Verás no dia em que fores de quarto em quarto para te esconder”.
E o rei de Israel disse: “Prende Miquéias e entrega-o a Amon, chefe da cidade, e a Joás, filho do rei,
e dize-lhes: ‘Assim falou o rei: Jogai este homem no cárcere e sustentai-o com pão e água em porção de penúria, até que eu volte são e salvo’”.
Disse Miquéias: “Se voltares são e salvo, Deus não falou por mim”. E acrescentou: “Povos todos, ouvi!” 
Acab, rei de Israel e Josafá, rei de Judá, foram à guerra contra Ramot de Galaad.
O rei de Israel disse a Josafá: “Vou disfarçar-me para entrar na batalha. Tu, porém, põe tuas vestes”. O rei de Israel mudou seus trajes e entrou na guerra.
O rei de Aram havia ordenado aos trinta e dois chefes dos carros: “Não ataqueis ninguém, pequeno ou grande, mas apenas o rei de Israel”.
Quando os chefes dos carros enxergaram Josafá, imaginaram que ele fosse o rei de Israel e com todo o ímpeto lançaram-se contra ele. Mas quando Josafá gritou,  os chefes dos carros entenderam que não era o rei de Israel e deixaram-no.
Entretanto alguém retesou o arco e atirou uma flecha ao acaso, atingindo o rei de Israel entre a juntura e a couraça. Este então disse ao condutor de seu carro: “Vira, leva-me para fora do combate, pois estou gravemente ferido”.
Mas como naquele dia a batalha recrudesceu, o rei de Israel ficou de pé em seu carro, enfrentando os arameus, e morreu à tarde. O sangue de sua ferida escorria no fundo do carro.
E ao pôr do sol ressoou por todo o exército o clamor: “Cada um volte para sua cidade e para sua terra!”
O rei morreu e foi levado a Samaria, onde o sepultaram.
Lavaram seu carro na piscina de Samaria, e os cães lamberam seu sangue e as prostitutas se banharam nele, conforme a palavra que o SENHOR havia dito.
Os demais feitos de Acab e tudo que fez, como a casa de marfim que construiu e todas as cidades que fortificou, está escrito no livro dos anais dos reis de Israel.
Acab adormeceu junto de seus pais, e seu filho Ocozias tornou-se rei em seu lugar.
Josafá filho de Asa havia começado a reinar sobre Judá no quarto ano de Acab, rei de Israel.
Quando começou a reinar, tinha trinta e cinco anos. Ele reinou vinte e cinco anos em Jerusalém. O nome da sua mãe era Azuba, filha de Selaqui.
Ele andou em todos os caminhos de Asa, seu pai, e não afastou-se delas. Fez o que era reto diante do SENHOR.
Contudo, os lugares altos não desapareceram. O povo ainda fazia sacrifícios e queimava incenso nos lugares altos.
Josafá fez a paz com o rei de Israel. Os demais feitos de Josafá, a grandeza de suas obras e de suas batalhas, estão escrito no livro dos anais dos reis de Judá.
Ele varreu do país o que restou da prostituição sagrada nos dias de Asa, seu pai.
Não havia então rei em Edom, mas um governador real.
O rei Josafá fizera navios em Társis, que navegariam a Ofir, por causa do ouro, mas não puderam ir, pois se quebraram em Asiongaber.
Então Ocozias filho de Acab disse a Josafá: “Que os meus servos embarquem com os teus”, mas Josafá não quis.
Josafá adormeceu junto de seus pais e foi sepultada na cidade de Davi, seu pai. Seu filho Jorão tornou-se rei em seu lugar.
Ocozias começou a reinar sobre Israel em Samaria no ano décimo sétimo de Josafá, rei de Judá, e reinou dois anos sobre Israel.
Ele fez o que é mau aos olhos do SENHOR e seguiu os caminhos de seu pai e de sua mãe, e o caminho de Jeroboão filho de Nabat, que induziu Israel ao pecado.
Também serviu a Baal e o adorou, irritando o SENHOR, Deus de Israel, exatamente como o fizera o seu pai.

Comments:

There are 0 comentários for Reis 22