Lucas 2, 1-20

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On quinta-feira, 17 de junho de 2010 at 11:46

Nascimento de Jesus. Os Pastores

Naquele dias, saiu um decreto do imperador Augusto mandando fazer o recenseamento de toda terra. o primeiro recenseamento feito quando Quirino era governador da Síria. Todosiam registrar-se, cada um na sua cidade. Tambem José que era da família e da descendência de Davi, subiu a cidade de Nazaré, na Galiléia, à cidade de Davi, chamada Belém, na Judéia, para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. Quando estavam ali, chegou o tempo do parto. Ela deu a luz o seu filho primogênito, envolveu-o em faixas e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.
Havia naquela região pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do rebanho. Um anjo do Senhor lhes apareceu, e a glória do Senhor os envolveu de luz. Os pastores ficaram com muito medo. O anjo então lhes disse:" Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria que será também a de todo o povo: hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós o Salvador, que é o Cristo Senhor! E isto vos servirá de sinal: encontrareis um récem-nascido, envolto em faixas e deitado numa manjedoura" De repente, junto-se ao anjo uma multidão do exército celeste cantando a Deus.
"Gloria a Deus no mais alto dos céus, e na terra, paz aos que são de seu agrado!".
Quando os anjos se afastaram deles, para o céu, os pastores disseram uns aos outros: "Vamos a Belém, para ver o que aconteceu, segundo o Senhor nos comunicou. Foram, pois, às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura. Quando o viram, contaram as palavras que lhes tinham sido ditas a respeito do menino. Todos o que ouviram os pastores ficavam admirados com aquilo que contavam. Maria, porém, guardava todas estas coisas. meditando-as no seu coração.
Os pastores retiraram-se louvando e glorificando a Deus por tu do o que tinham visto e ouvido, de acordo com o que lhes tinha sido dito.

Comments:

There are 0 comentários for Lucas 2, 1-20