João 11. 28_44

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On segunda-feira, 31 de maio de 2010 at 09:10

JESUS E MARTA




Tendo disto isso, ela foi chamar Maria, sua irmã, dizendo baixinho: "O Mestre está aí e te chama" Quando Maria ouviu isso, levantou-se depressa e foi ao encontro de Jesus. Jesus ainda estava fora do povoado no mesmo lugar no mesmo lugar onde Maria o tinha encontrado. Os judeus que estavam com Maria na casa consolando-a, viram que ela se levantou depressa e saiu; e foram atrás dela, pensando que fosse ao túmulo para chorar. Maria foi para o lugar onde estava Jesus. Quando o viu caiu de joelhos diante dele e disse-lhe:"Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido" Quando Jesus a viu chorar, e os que estavam com ela, comoveu-se interiormente e perturbou-se. Ele perguntou:"Onde o pusestes?" Responderam: " Vem ver Senhor! ". Jesus teve lagrimas. Os judeus então disseram: "Vede como ele o amava!" Algum deles porém, diziam: " Este, que abriu os olhos ao cego, não podia também ter feito com que Lazaro não morresse?"

O reerguimento de Lázaro

De novo, Jesus ficou interiormente comovido. Chegou ao túmulo. Erá uma gruta fechada com uma pedra> Jesus disse "Tirai a pedra!" Marta, a irmã do morto, disse-lhe " Senhor, já cheira mal, é o quarto dia" Jesus respondeu "Não te disse que se creres, verás a glória de Deus". Tiraram então a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o alto,disse: "Pai, eu te dou graças porque me ouviste! Eu sei que sempre me ouves, mas digo isto por causa da multidão em torno de mim, para que creia que tu me enviaste" Dito isso, exclamou com voz forte: "Lázaro, vem para fora!" O que estivera morto saiu, com as mãos e os pés amarrados com faixas e um pano em volta do rosto. Jesus então disse-lhes " Desamarrai-o e deixai-o ir!".

Atos 23. 6-11

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On quarta-feira, 26 de maio de 2010 at 10:21


Paulo perante o Sinério

No dia seguinte,querendo saber com certeza por que Paulo estava sendo acusado pelos judeus, o comandante soltou-o e mandou reunir os sumos sacerdotes e todo Sinério.Depois fez trazer Paulo e colocou-o diante deles.

Sabendo que uma parte dos presentes eram saduceus e a outra , fariseus, Paulo exclamou perante o Sinério:"Irmãos, eu sou fariseu e filho de fariseus.Estou sendo julgado por causa da nossa esperança na ressurreição dos mortos" Apenas falou isso, armou-se um conflito entre fariseus e saduceus, e a assembleia se dividiu. Com efeito, os saduceus dizem que não há ressurreição nem anjo, nem espírito, enquanto os fariseus sustentam uma coisa e outra. Houve, então, uma enorme gritaria. Alguns escribas da facção dos fariseus se puseram a protestar, dizendo "Não encontramos nenhum mal neste homem. E se um espírito ou anjo tivesse falado com ele?" E o conflito crescia cada vez mais. Receando que Paulo fosse despedaçado por eles, o comandante ordenou que os soldados descessem para tira-lo do meio deles e devolvê-lo ao quartel. Na noite seguinte, o Senhor apresentou-se a Paulo e lhe disse: "Tem confiança. Assim como deste testemunho de mim em Jerusalém, é preciso que sejas minha testemunha também em Roma.


"TEM CONFIANÇA"

Palavra do Senhor
Graças a Deus.


Corintios 14, 1-25

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On terça-feira, 25 de maio de 2010 at 10:31



O DOM DAS LÍNGUAS E A PROFECIA



Buscai o amor e aspirai aos dons do Espírito, principalmente à profecia. Pois aquele que fala em línguas não fala aos homens, mas a Deus; niguém o entende, pois ele fala em êxtase espiritual, coisas misteriosas. Mas aquele que profetiza fala aos homens, edificando, exortando,confortando. Aquele que fala em línguas edifica a si mesmo, porém o que profetiza edifica a igreja. Desejo que vós todos faleis em línguas; desejo ainda mais: que todos profetizeis. O que profetiza é maior do que aquele que fala em línguas, a menos que este também interprete e, assim, edifique a igreja.
Ora irmãos, suponhamos que eu me apresente entre vós falando em línguas:em que vos serei util, se eu não vos comunicar nem revelação, nem conhecimento, nem profecia, nem ensinamento? De modo semelhante, se os instrumentos musicais, como a flauta ou a cítara, não produzirem sons distintos, como se reconhecerá a música que está sendo tocada? E se a trombeta produzir um som confuso, quem se preparará para a batalha? Assim também vós: se não usardes uma linguagem clara, como sereis entendidos? Na verdade, estarei falando ao vento. No mundo existem umas quantas espécies de línguas, e nenhuma carece de som e sentido. Se eu ignorar o significado das palavras, serei como estrangeiro para aquele que fala, e aquele que fala será como estrangeiro para mim.
Assim também vós: já que aspirais aos dons espirituais, procurai possuí-los em abundância para edificação da igreja. Por isso, quem fala em línguas ore para poder interpretar. Pois se eu oro em línguas, é o meu espírito que faz oração, mas a minha mente não participa. Então o que concluir? Vou orar com meu espírito e orar também com minha mente; cantarei com meu espírito e cantarei também com minha mente. Pois se louvas a Deus somente com espírito, como o ouvinte não-iniciado poderá dizer "amem" à tua ação de graças, já que ele não sabe o que estás dizendo? Por certo, tua ação de graças é coisa excelente, mas, com ela, o outro não é edificado. Graças a Deus, falo em línguas, mais que todos vós; mas numa reunião de igreja prefiro dizer cinco palavras com minha mente, para assim instruir também os outros, a dizer dez mil palavras em línguas.
Irmãos, quanto ao entendimento, não sejais crianças, mas homens feitos. Quanto à malícia, porém, sede sempre crianças.

Esta escrito na lei:
Falarei a este povo
em outras línguas e por labios de estrangeiros.
e nem assim eles me obedecerão diz o Senhor.

Assim as línguas servem de sinal, não para os que não crêem, mas para os que não crêem; a profecia ao contrário, não é para os não-crentes, mas para os que crêem. Se por exemplo, a igreja estiver toda reunida num local e todos presentes se puserem  a falar em línguas, e entrarem alguns não-iniciados ou ainda não crentes, estes não vão dizer que estais loucos? Ao contrário, se todos estiverem profetizando, e entrar alguém que ainda não crê ou não é iniciado, este  será convencido de seus erros e avaliado por todos; os segredos de seu coração ficarão manifestos e então ele, prostrando-se com o rosto em terra, adorará a Deus e proclamará:

VERDADEIRAMENTE DEUS ESTÁ ENTRE VÓS

Coríntios 12. 1-11

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On at 09:36

Manifestações do Espírito


Agora, a respeito dos dons do Espírito, irmãos, não quero que vivais na ignorância. Sabeis que, quando ainda pagãos, éreis como que desviados e levados para o culto dos ídolos mudos. Por isso, agora eu vos declaro que ninguém, falando sob influência do Espírito Deus, vai dizer "Jesus seja maldito", como tambem niguém será capaz de dizer:"Jesus é Senhor", a não ser sob influencia do Espírito Santo.
Há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. Há diferentes atividades, mas é o mesmo Deus que realiza tudo em todos. A cada um é dada a manifestação do Espírito, em vista do bem de todos. A um é dada pelo Espírito uma palavra de sabedoria; a outro, uma palavra de conhecimento segundo o mesmo Espírito. A outro é dada a fé, pelo o mesmo Espírito. A outro são dados dons de cura, pelo mesmo Espírito. A outro o poder de fazer milagres. A outro a profecia. A outro o discernimento dos espíritos. A outro, a diversidade de linguas. A outro, o dom de as interpretar. Todas essas coisas as realiza um e o mesmo Espírito, que distribui a cada um conforme quer.

Atos 1, 6-11

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On segunda-feira, 24 de maio de 2010 at 11:02


Jesus elevado ao céu

Então, os que estavam reunidos perguntaram a Jesus: "Senhor, é agora que vais restabelecer o Reino para Israel?" Jesus Respondeu "Não cabe a vós saber os tempos ou momentosque o Pai determinou com a sua autoridade. Mas recebereis o poder do Espírito Santo que virá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra".
Depois de dizer isto, Jesus foi elevado, à vista deles , e uma nuvem o retirou aos seus olhos. Continuavam olhando para o céu, enquanto Jesus subia. Apresentaram-se a eles dois homens vestidos de branco, que lhes disseram: "Homens da Galiléia, por que ficais aqui, parados, olhando para o céu? Esse Jesus que, do meio de vós, foi elevado ao céu, virá assim, do mesmo modo como o viste partir para o céu".

Atos 9, 10-19

Postado por Fifa Carmona | | Posted On at 10:05

A conversão de Saulo





Saulo, entretanto respirava ameaças de morte conta discípulos do Senhor. Apresentou-se ao sumo sacerdote e pediu-lhe cartas de recomendação para as sinagogas de Damasco, a fim de trazer presos para Jerusalém os homens e mulheres que encontrasse, adeptos do Caminho. Durante a viagem, quando já estava perto de Damasco, de repente viu-se cercado por uma luz que vinha do céu. Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia:"Saul, Saul por que me persegues?" Saulo perguntou: "Quem és tu Senhor?" A voz respondeu:"Eu sou Jesus, a quem tu estás perseguindo, Agora, levanta-te, entra na cidade, e ali te será dito o que deves fazer" Os homens que acompanhavam Saulo ficaram mudos de espanto, porque ouviam a voz, mas não viam ninguém. Saulo levantou-se do chão e abriu os olhos, mas não conseguia ver nada. Então tomaram-no pela mão e o fizeram entrar em Damasco. Saulo ficou três dias sem poder ver. E não comeu e nem bebeu.
Em Damasco, havia um discípulo de nome Ananias. O Senhor o chamou numa visão: "Ananias!" Ele respondeu:"Aqui estou Senhor!" O Senhor lhe disse:"Levanta-te, vai à rua chamada Direita e procura, na casa de Judas, por um homem de Tarso, chamado Saulo. Ele está em oração, e acaba de ver, em visão, alguém que se chama Ananias entrar e impor-lhes as mão para que recupere a vista" Ananias respondeu: "Senhor, já ouvi muitos falarem desse homem e do mal que fez aos teus santos que estão em Jerusalém. E aqui, em Damasco, ele tem plenos poderes, da parte dos sumos sacerdotes, para prender todos os que invocam o teu nome" Mas o Senhor disse a Ananias:"Vai, porque este homem é um instrumento que escolhi para levar o meu nome às nações pagãs e aos reis, e tambem aos israelitas. Pois eu vou lhe mostraro quanto ele deve sofre pelo meu nome." Então Ananias saiu, entrou na casa e impôs-lhe as mãos. dizendo: "Saul, meu irmão, o Senhor Jesus, que te apareceu quando vinhas pela estrada, mandou-me aqui para que tu recobres a vista e fiques cheio do Espirito Santo" Imediatamente caíram dos olhos de Saulo como que escamas, e ele recobrou a vista. Em seguida, levantou-se e foi batizado.Depois alimentou-se e recuperou as forças. Saulo passou alguns dias com os discípulos que havia em Damasco e logo começou a pregar nas sinagogas, afirmando que Jesus é o Filho de Deus. Os ouvintes ficaram perplexos e comentavam:" Não é este o homem que, em Jerusalém, perseguia com violência os que invocavam esse Nome? E não veio aqui, exatamente, para prendê-los e levá-los aos sumos sacerdotes?Mas Saulo se fortalecia cada vez mais e deixava confusos os judeus que moravam em Damasco, demostrando que Jesus é o Cristo.

Atos 2, 1 - 11

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On domingo, 23 de maio de 2010 at 22:16


Ó Espírito do Senhor, o universo todo encheu, tudo abarca em seu saber, tudo enlaça em seu amor




I leitura

Quando chegou o dia de Pentecostes, os discípulos estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veiu do céu um barulho como se fosse uma forte ventania, que encheu a casa onde eles se encontravam. Então apareceram linguas como de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Esírito os inspirava. Morava em Jerusalém judeus devotos, de todas as nações do mundo. Quando ouviram o barulho, juntou-se a multidão, e todos ficaram confusos, pois cada um ouvia os discípulos falar em sua propria lingua. Cheios de espanto e admiração, diziam: "Esses homens que estão falando não são galileus? Como é que nós os escutamos na nossa própria língua? Nos que somos partos, medos e elamitas, habitantes da Mesopotânia, da Judeia e da Capadócia, do Ponto e da Asia, da frigia e da Panfília, do Egito e da parte da Líbia próxima de Cirene, também romanos que aqui residem; também romanos que aqui residem; judeus e prosélitos, cretenses e árabes, todos nós os escutamos anunciarem as maravilhas de Deus na nossa própria língua - Palavra do Senhor
Graças a Deus

Salmo Responsorial 103 (104)
Enviai o vosso Espírito, Senhor e da terra toda a face renovai.
Bendizei, ó minha alma, ao Senhor/O meu Deus e meu Senhor, como sois grande/Quão numerosas, ó Senhor são vossas obras!/Encheu-se a terra com as vossas criaturas!
Se tiraiso seu respiro, elas perecem/e voltam para o pó de onde vieram./Enviais o vosso Espírito e renascem/e da terra toda a face renovais.
Que a glória do Senhor perdure sempre/ e alegre-se o Senhor em suas obras!/Hoje, seja-lhe agradável o meu canto,/pois o Senhor é a minha grande alegria!

II Leitura

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 
Irmãos, ninguém pode dizer; "Jesus é o Senhor", a não ser o Espirito Santo. Há diversidade de dons, mas um mesmo é o Espírito. Há diversidade de ministérios, mas um mesmo é o Senhor. Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas em todos. A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum. Como o corpo é um, embora tenha muitos membros,é como todos os membros do corpo, embora sejam muitos, formamum só corpo, assim também acontece com Cristo. De fato,todos nós, judeus ou gregos, escravos ou livres,fomos batizados num único Espírito, para formarmos um único corpo, e todos nós bebemos de um único Espírito - Palavra do Senhor
Graças a Deus

A nós descei, dívina luz!/A nós descei, dívina luz!/Em nossas almas acendei/o amor, o amor de Jesus!

Vinde Santo Espírito, e do céu mandai:Luminoso raio!Vinde Pai dos pobres, doador dos dons, luz dos corações! Grade defensor, em nós habitai e nos confortai! Na fadiga pouso, no ardor, brandura e na dor ternura
Ó luz venturosa, divinais clarões, encham os corações! Sem um tal poder, em qualquer vivente, nada há de inocente! Lavai o impuro e regai o seco, sarai o enfermo, dobrai a dureza, aquecei o frio, livrai do desvio!
Aos fiéis, que oram com vibrantes sons, daí os sete dons! Dai virtude e prêmio e, no fim dos dias, eterna alegria! Aleluia! Aleluia.. 


Vinde, Espírito divino, e enchei com vossos dons os corações dos fiéis, e acendei neles o amor, como um fogo abrasador!

Pentecostes

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On sexta-feira, 21 de maio de 2010 at 19:14


O que é Pentecostes
Era para os judeus uma festa de grande alegria, pois era a festa das colheitas. Ação de graças pela colheita do trigo. Era também chamada festa das sete semanas por ser celebrada sete semanas depois da festa da páscoa, no qüinquagésimo dia. Daí o nome Pentecostes, que significa "qüinquagésimo dia".
No Pentecostes o Espírito, com o dom das línguas, mostra que a sua presença une e transforma a confusão em comunhão. O orgulho e o egoísmo do homem geram sempre divisões, erguem muros de indiferença, de ódio e de violência.
O Espírito Santo, ao contrário, torna os corações capazes de compreender as línguas de todos, porque restabelece a ponte da comunicação autêntica entre a Terra e o Céu. O Espírito Santo é Amor.
Quem é o Espírito Santo?
O Espírito Santo é Deus com o Pai e com o Filho. Sua presença traz consigo o Filho e o Pai. Por Ele somos filhos no Filho e estamos em comunhão com o Pai.
Podemos dizer que os "dons são qualidades dadas por Deus que capacitam o ser humano para seguir com gosto e facilidade os impulsos divinos, para tomar a decisão acertada em situações obscuras e para reprimir as forças do orgulho, do egoísmo e da preguiça, que se opõem à graça de Deus".

OS SETE DONS E SEU SIGNIFICADO
Vivemos um tempo de grande riqueza em nossa Igreja. Quantos jovens e adultos fazem as comunidades, as famílias saírem de sua passividade e acomodação para tomarem seus membros sujeitos da própria historia através da partilha de seus dons.
Estes dons se transformam em fraternidade, solidariedade, justiça. Através de uma vivência comunitária nos grupos de reflexão, grupos de oração, estudo bíblico ... criam-se práticas sociais e maior consciência de cidadania.
Os sete dons: Sabedoria, inteligência, ciência, conselho, fortaleza, piedade e temor de Deus ajudam a entender os planos de Deus na vida de cada cristão. Mas, também, capacitam para superar o perigo da indiferença e do medo, para amar a Deus como Pai. Estes dons, ainda, empenham os cristãos na luta por um mundo mais justo e humano e para perseverar na fé e na esperança, mesmo em meio aos desafios e dificuldades.
Eles resumem toda a ação do Espírito Santo nas pessoas.
Os dons doados pelo Espírito de Deus não tornam as pessoas passivas, inertes, acomodadas. Mas, pelo contrário, o cristão que toma consciência de que está imbuído por seus dons, transforma sua vivência.
Nós podemos pedir a ação do Espírito Santo, todos os dias em nossas vidas, pois Ele está dentro de nós desde o dia do nosso Batismo.



Pentecostes é a ação poderosa do Espírito Santos em nós!

VAMOS ENTENDER MELHOR ESTES DONS:
a) Sabedoria. Ela nos leva ao verdadeiro conhecimento de Deus e a buscar os reais valores da vida. O homem sábio e a mulher sábia é aquele(a) que pratica a justiça, tem um coração misericordioso, ama intensamente a vida, porque a vida vem de Deus.
b) Inteligência. Este dom nos leva a entender e a compreender as verdades da salvação, reveladas na Sagrada Escritura e nos ensinamentos da Igreja.
Ex. Deus é Pai de todos; em Jesus, Filho de Deus, somos irmãos ...
c) Ciência. A capacidade de descobrir, inventar, recriar formas, maneiras para salvar o ser humano e a natureza. Suscita atitudes de participação, de luta e de ousadia, frente a cultura da morte.
d) Conselho. É o dom de orientar e ajudar a quem precisa. Ele permite dialogar fraternalmente, em família e comunidade, acolhendo o diferente que vive em nosso meio. Este dom capacita a animar os desanimados, a fazer sorrir os que sofrem, a unir os separados ...
e) Fortaleza. É o dom de tornar as pessoas fortes, corajosas para enfrentar as dificuldades da fé e da vida. Ajuda aos jovens a ter esperança no futuro, aos pais assumirem com alegria seus deveres, às lideranças a perseverarem na conquista de uma sociedade mais fraterna.
f) Piedade. É o dom da intimidade e da mística. Coloca-nos numa atitude de filhos buscando um dialogo profundo e íntimo com Deus. Acende o fogo do amor: amor a Deus e amor aos irmãos.
g) Temor de Deus. Este dom nos dá a consciência de quanto Deus nos ama. "Ele nos amou antes de tudo". Por isso, precisamos corresponder a este amor.

Vem, Espírito de Deus,enche os nossos corações com tua graça.
És o sopro de Deus que dá vida ao que está morto, que dá vida ao nosso ser e que nos tira do túmulo da preguiça e do comodismo.
És fogo que queima o que está errado em nós, que aquece nosso coração para amar, que ilumina nossa mente para entender.
Faze-nos conhecer Jesus Cristo que veio revelar o amor do Pai.
Faze-nos conhecer o pai e sua bondade infinita.
Faze-nos tuas testemunhas, instrumentos nas tuas mãos para que os corações dos homens se transformem e assim a terra se renove. Para que reine a justiça e a paz, a solidariedade e o amor.
Para que o Reino de Deus se estenda cada dia mais.
 Amém.




MENSAGENS

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On at 18:46

AS QUATRO VELAS!!




Quatro velas estavam queimando ruidosamente, calmamente. O ambiente estava tão silencioso que podia-se ouvir o diálogo:

A primeira vela disse:

"Eu sou a Paz! Apesar de minha luz as pessoas não conseguem manter-me, acesa. E diminuindo sua chama, devagarzinho, apagou-se totalmente."

A segunda vela disse:
"Eu me chamo Fé! Tenho me sentido inútil. As pessoas não querem saber de mim. Eu sou a chama que se apresenta quando o desengano aparece, sou a luz que brilha na noite da desilusão. Mas, como tenho sido desprezada, não faz sentido eu continuar acesa."
Ao terminar sua fala, um vento bateu levemente sobre ela, e esta se apagou.

Baixinho e triste a terceira vela se manifestou:

"Eu sou o Amor! Não tenho mais forças para continuar acesa. As pessoas me deixam de lado, porque tudo é mais importante do que eu: a carreira, os prazeres, as coisas materiais. As pessoas só conseguem enxergara si próprias, esquecendo-se até dos que estão à sua volta." Dito isto, o Amor recolheu a sua chama e se apagou.

De repente... entrou uma criança e viu as três velas apagadas e falou espontaneamente:

Que é isto? Vocês deviam queimar e ficar acesas até o fim. Dizendo isso começou a chorar.
Foi daí que a quarta vela, que havia permanecido acesa, sem nada dizer, se manifestou dizendo:

Não tenha medo criança. Nem se preocupe. Enquanto a minha chama estiver acesa, podemos acender as outras velas. Eu sou a Esperança.
A criança com os olhos brilhantes, pegou a vela da esperança e acendeu novamente as velas da Paz, da Fé e do Amor.


"Que a vela da Esperança nunca se apague dentro de nós!!!"




Pensamentos

Postado por Fifa Carmona | Marcadores: | Posted On at 13:37


"Eu te conhecia só de ouvir, mais agora meus olhos te vêem"

(Jó 42.5)



Disse Jesus:

"No mundo passais por aflições: mas tenham coragem;
Eu venci o mundo"
(João 13,33)





"Vem sobre meu coraçao, meus sentimentos...meus sonhos..."
(Aline Lima)


"Muitas vezes, somos aqueles que mais dificultamos o amor das pessoas por nós..."
(Marcio Mendes)


"Não importam as dificuldades, as mudanças, o Altíssimo sempre nos amará."
(Marcio Mendes)



"Não temos somente fé na vitória, sobre tudo possuímos vitória na fé."  
(Marcio Mendes)

 "Vem Espirito Santo, sobre as causas impossíveis que trago na minha familia."
(Sorrindo pra Vida)